Imprimir

Print Friendly and PDF

QUAL A DATA DE HOJE?

Seja bem-vindo. Hoje é

GRATO PELA VISITA

20 de janeiro de 2017

A ESCRITURA ENSINA QUE DEVEMOS SER RÍSPIDOS COM ALGUNS "SERVOS DE DEUS".








DEVEMOS SER GROSSEIROS COM ALGUNS “SERVOS DE DEUS”?

Devemos sempre ter as Escrituras como orientadora de como agir em situações distintas. O Salvador deu um tratamento ríspido aos fariseus que se opunham abertamente a ele, e os apóstolos nas cartas nos ensinaram a fazermos o mesmo.

É inevitável que fazendo assim você nem sempre ganhará amigos e irá parecer aos olhos dos outros como mal educados, prepotente, orgulhoso, soberbo, "dono da verdade" ou coisas do tipo, mas com a verdade não existe meio termo. Não se pode dar tapinhas nas costas dos inimigos da cruz do Messias e nem suportá-los em suas loucuras. O melhor é evitá-los, mas existem situações em que eles vêm até você com suas palavras enganosas e aí o jeito é deixar claro que você não está para brincadeira quando se trata da defesa da fé. Repare que os apóstolos não economizaram palavras para ensinar como devemos tratar hereges, sectários, falsos profetas, lobos em pele de cordeiro, blasfemos, mercadores de homens, inimigos da fé.

ESTÁ ESCRITO E VERDADEIRO.

Pois já dissemos antes e repetimos: se alguém anunciar um evangelho diferente daquele que vocês aceitaram, que essa pessoa seja amaldiçoada!

Gálatas 1:9

Entre elas estão Himeneu e Alexandre, que eu já entreguei a Satanás para que aprendessem a não blasfemar mais.

1 Timóteo 1:20

Com as suas vergonhosas bebedeiras, eles são como manchas de sujeira nas refeições de amizade que vocês realizam. Eles cuidam somente de si mesmos. São como nuvens levadas pelo vento, que não trazem nenhuma chuva; são como árvores que, mesmo no outono, não produzem nenhuma fruta; são como árvores que foram arrancadas pela raiz e estão completamente mortas. Eles são como as ondas bravas do mar, jogando para cima a espuma das suas ações vergonhosas; são como estrelas sem rumo, para as quais Deus reservou, para sempre, um lugar na mais profunda escuridão.
Foi Enoque, da sétima geração a partir de Adão, quem há muito tempo profetizou isto a respeito deles: “Olhem! O Senhor virá com muitos milhares dos seus anjos para julgar todos. Ele virá a fim de condenar todos os que não querem saber de Deus, por causa de todas as más ações que praticaram e por causa de todas as palavras terríveis que esses pecadores incrédulos disseram contra Deus!”
Esses homens estão sempre resmungando e acusando os outros. Eles seguem os seus próprios maus desejos, vivem se gabando e bajulam os outros porque são interesseiros.

Judas 1:12-16

Quando João viu que muitos fariseus e saduceus vinham para serem batizados por ele, disse:
— Ninhada de cobras venenosas! Quem disse que vocês escaparão do terrível castigo que Deus vai mandar?

Mateus 3:7

Cobras venenosas, ninhada de cobras! Como esperam escapar da condenação do inferno?

Mateus 23:33)

Quando aquele dia chegar, muitas pessoas vão me dizer: “Senhor, Senhor, pelo poder do seu nome anunciamos a mensagem de Deus e pelo seu nome expulsamos demônios e fizemos muitos milagres!” Então eu direi claramente a essas pessoas: “Eu nunca conheci vocês! Afastem-se de mim, vocês que só fazem o mal!”

Mateus 7:22-23)

Então Pedro respondeu:
— Que Deus mande você e o seu dinheiro para o inferno! Você pensa que pode conseguir com dinheiro o dom de Deus? Você não tem direito de tomar parte no nosso trabalho porque o seu coração não é honesto diante de Deus. Arrependa-se, deixe o seu plano perverso e peça ao Senhor que o perdoe por essa má intenção. Vejo que você está cheio de inveja, uma inveja amarga como fel, e vejo também que você está preso pelo pecado.

Atos 8:20-23

Quem não fica com o ensinamento de Cristo, mas vai além dele, não tem Deus. Porém quem fica com o ensinamento de Cristo, esse tem tanto o Pai como o Filho. Se alguém for até vocês e não levar o ensinamento de Cristo, não recebam essa pessoa na casa de vocês, nem lhe digam: “Que a paz esteja com você!” Pois quem deseja paz a essa pessoa é seu companheiro no mal que ela faz.

2 João 1:9-11

O irmão que é pobre deve ficar contente quando Deus faz com que melhore de vida; e quem é rico deve sentir o mesmo quando Deus faz com que piore de vida. Pois quem é rico desaparecerá como a flor da erva do campo. Quando o sol brilha forte, e o seu calor queima a planta, aí a flor cai, e a sua beleza é destruída. Do mesmo modo, quem é rico será destruído no meio dos seus negócios.
Feliz é aquele que nas aflições continua fiel! Porque, depois de sair aprovado dessas aflições, receberá como prêmio a vida que Deus promete aos que o amam. Quando alguém for tentado, não diga: “Esta tentação vem de Deus.” Pois Deus não pode ser tentado pelo mal e ele mesmo não tenta ninguém. Mas as pessoas são tentadas quando são atraídas e enganadas pelos seus próprios maus desejos.

Tiago 1:9-14

Não participem das coisas sem valor que os outros fazem, coisas que pertencem à escuridão. Pelo contrário, tragam todas essas coisas para a luz. Pois é vergonhoso até falar sobre o que essas pessoas fazem em segredo.

Efésios 5:11-12

Meus irmãos, peço que tomem cuidado com as pessoas que provocam   divisões, que atrapalham os outros na fé e que vão contra o ensinamento que vocês receberam. Afastem-se dessas pessoas porque os que fazem essas coisas não estão servindo a Cristo, o nosso Senhor, mas a si mesmos. Por meio de conversa macia e com bajulação, eles enganam o coração das pessoas simples.

Romanos 16:17-18

Irmãos, em nome do nosso Senhor Jesus Cristo, ordenamos a vocês que se afastem de todos os irmãos que vivem sem trabalhar e que não seguem os ensinamentos que demos a eles.

2 Tessalonicenses 3:6

Se uma pessoa causar divisões entre os irmãos na fé, aconselhe essa pessoa uma ou duas vezes; mas depois disso não tenha nada mais a ver com ela. Pois você sabe que uma pessoa como esta abandonou completamente o evangelho, e os seus pecados provam que ela está errada.

Tito 3:10-11

Como pode ver, não faltam ESTÍMULOS de como devemos tratar com dureza os inimigos da verdade. Nunca sabemos com certeza se estamos diante de um crente que está equivocado, um falso profeta que está deliberadamente buscando discípulos ou até mesmo um emissário de Satanás. Todos estes se enquadram no tratamento ríspido e severo que devemos dar para aqueles que se opõem à Verdade.

Pois eu sei que, depois que eu for, aparecerão lobos ferozes no meio de vocês e eles não terão pena do rebanho. E chegará o tempo em que alguns de vocês contarão mentiras, procurando levar os irmãos para o seu lado. Portanto, fiquem vigiando e lembrem que durante três anos, de dia e de noite, eu, chorando, não parei de ensinar cada um de vocês.

Atos 20:29-31

O que estou fazendo agora vou continuar a fazer a fim de evitar que aqueles tais “apóstolos” tenham motivo para se gabar e dizer que fazem um trabalho igual ao nosso. Aqueles homens são apóstolos falsos e não verdadeiros. Eles mentem a respeito dos seus trabalhos e se disfarçam, apresentando-se como verdadeiros apóstolos de Cristo. E isso não é de admirar, pois até Satanás pode se disfarçar e ficar parecendo um anjo de luz. Portanto, não é nada demais que os servidores dele se disfarcem, apresentando-se como pessoas que fazem o bem. Mas no fim eles receberão exatamente o que as suas ações merecem.

2 Coríntios 11:12-15


Assim está escrito.




14 de janeiro de 2017

O GRANDE SACERDOTE DA FÉ QUE PROFESSAMOS.















O APÓSTOLO PAULO ESCREVE AOS HEBREUS.

Meus irmãos na fé, vocês que também foram chamados pelo Criador, olhem para o Salvador, que o Criador enviou para ser o Grande Sacerdote da fé que professamos.

Pois ele foi fiel ao Pai, que o escolheu para esse serviço, assim como Moisés foi fiel no seu trabalho em toda a casa do Altíssimo.

CASA DO ALTÍSSIMO – Jerusalém.

Assim como a pessoa que constrói uma casa é mais importante do que a casa, assim, também, o Salvador é mais importante do que Moisés.

Uma casa tem de ser construída por alguém, mas o Criador é o construtor de tudo o que existe. 

E Moisés foi um servo fiel no seu trabalho na casa do Altíssimo e falou das coisas que o Altíssimo ia dizer no futuro.

Mas o Messias é fiel como Filho, que dirige a casa do Criador. E nós seremos a sua casa SE conservarmos a nossa coragem e a nossa confiança naquilo que esperamos.

Por isso, como diz o Espírito Santo:

“Se hoje vocês ouvirem a voz do Criador, não sejam teimosos como foram os seus antepassados quando se revoltaram contra ele, no dia em que eles o puseram à prova no deserto”.

Ali os antepassados de vocês me desafiaram e me puseram à prova, embora eles tivessem visto o que eu fiz durante quarenta anos.

Por isso fiquei irritado com aquela gente e disse:
“Eles são gente de coração perverso e não querem obedecer aos meus mandamentos”.

Eu fiquei irado e fiz este juramento:

“Eles nunca entrarão na Terra Prometida, onde eu lhes teria dado descanso”!

Meus irmãos, cuidado para que nenhum de vocês tenha um coração tão mau e descrente, que o leve a se afastar do Criador .
Pelo contrário, enquanto esse “hoje” de que falam as Escrituras Sagradas se aplicar a nós, animem uns aos outros, a fim de que nenhum de vocês se deixe enganar pelo pecado, nem endureça o seu coração.
 
Pois seremos companheiros do Messias SE continuarmos firmes até o fim na confiança que temos tido desde o princípio.
É isso o que as Escrituras Sagradas dizem:

“Se hoje vocês ouvirem a voz do Criador, não sejam teimosos como foram os seus antepassados quando se revoltaram contra ele.”

Quem foi que ouviu a voz do Criador e se revoltou contra ele? Foram todos os que Moisés tirou do Egito.

Com quem foi que o Criador se irritou durante quarenta anos? Foi com os que pecaram e caíram mortos no deserto.

E de quem é que o Criador estava falando quando fez este juramento:

 “Eles nunca entrarão na Terra Prometida, onde eu lhes teria dado descanso”? 

Ele estava falando das pessoas que se revoltaram.
 
Portanto, vemos que elas NÃO puderam entrar na Terra Prometida porque não tiveram fé.

O Criador nos deixou a promessa de que podemos receber o descanso de que ele falou. Portanto, tenhamos muito cuidado para que o Criador não julgue que algum de vocês tenha falhado, deixando assim de receber esse descanso.

Pois, assim como aquelas pessoas ouviram, também nós ouvimos a boa notícia. Elas ouviram a mensagem, porém ela não lhes fez nenhum bem porque, quando a ouviram, não a receberam com fé.

Portanto, NÓS, os que cremos, recebemos o descanso prometido pelo Criador, como ele mesmo disse:

“Eu fiquei irado e fiz este juramento”:

Eles nunca entrarão na Terra Prometida, onde eu lhes teria dado descanso!

Ele disse isso, embora o seu trabalho já estivesse terminado desde o tempo em que havia criado o mundo.

Pois a respeito do sétimo dia está escrito o seguinte em alguma parte das Escrituras Sagradas:

 “No sétimo dia o Criador descansou de todo o trabalho que ele havia feito.”

E o mesmo assunto é repetido:

 “Eles nunca entrarão na Terra Prometida, onde eu lhes teria dado descanso.”

Aqueles que foram os primeiros a ouvir a boa notícia não tiveram fé e por isso não receberam esse descanso. Portanto, há outros que vão recebê-lo.

A prova disso é que o Criador marca outro dia, chamado “hoje”. Ele falou disso, muitos anos depois, por meio de Davi, no trecho das Escrituras já citado:

“Se hoje vocês ouvirem a voz do Criador, não sejam teimosos.”
Se Josué tivesse dado ao povo esse descanso, o Criador não teria falado mais tarde a respeito de outro dia. 

Assim ainda fica para o povo do Altíssimo um descanso, como o descanso do Criador no sétimo dia.

Porque quem receber o descanso que o Criador prometeu vai descansar de todos os seus trabalhos, assim como o Criador descansou dos trabalhos dele.

Portanto, façamos tudo para receber esse descanso, e assim nenhum de nós deixará de recebê-lo, como aconteceu com aquelas pessoas, por terem se revoltado.

Pois a palavra do Criador é viva e poderosa e corta mais do que qualquer espada afiada dos dois lados. Ela vai até o lugar mais fundo da alma e do espírito, vai até o íntimo das pessoas e julga os desejos e pensamentos do coração delas.

Não há nada que se possa esconder do Criador. Em toda a criação, tudo   está descoberto e aberto diante dos seus olhos, e é a ele que todos nós teremos de prestar contas.

O Messias, o Grande Sacerdote eterno Portanto, fiquemos firmes na fé que anunciamos, pois temos um Grande Sacerdote poderoso, o Salvador, o Filho do Homem, o qual entrou na própria presença do Altíssimo.

O nosso Grande Sacerdote não é como aqueles que não são capazes de compreender as nossas fraquezas. Pelo contrário, temos um Grande Sacerdote que foi tentado do mesmo modo que nós, MAS NÃO PECOU.

Por isso tenhamos confiança e cheguemos perto do trono divino, onde está a graça do Criador. Ali receberemos misericórdia e encontraremos graça sempre que precisarmos de ajuda.

Leias as Escrituras.


12 de janeiro de 2017

EU ADORO O MEU DEUS EM ESPÍRITO E EM VERDADE.







O EVANGELISTA JOÃO NARRA COMO O MESTRE ANUNCIA A BOA NOVA.


Como ser humano, o Salvador sofria fadiga e sede. Ele parou junto a um poço para descansar enquanto seus discípulos foram buscar comida. Quando uma mulher veio tirar água do poço, o Salvador ofereceu-lhe a oportunidade de servir ao mais nobre homem da história do mundo. Nunca passou alguém igual através da cidade dela. Ele simplesmente pediu-lhe um pouco de água.

A mulher ficou surpresa com seu pedido. Ali estava um homem judeu que lhe dirigia a palavra. Ela, uma humilde mulher samaritana que teria sido ignorada ou desprezada, por ocasião da divisão das tribos de Jacó, ou seja, Israel, pelo então rei Salomão ao colocar a Arca no interior do seu Templo.

OBSERVE: Jacó, também chamado de Israel. Ele teve doze filhos: JUDÁ, BENJAMIM, Rúben, Simeão, Levi, , Naftali, Gade, Aser, Issacar, Zebulom e José. Esses formaram doze tribos e deles descendem OS JUDEUS.

No século XI a.C. o reino foi dividido em dois: Ao sul chamado de reino de Judá, formado pelas tribos de JUDÁ e BENJAMIM, e ao norte chamado de reino de Israel, formado pelas outras dez tribos restantes. “Dez Tribos Perdidas de Israel”.

A mulher de Samaria imediatamente reconheceu que havia algo diferente com esse viajante.

A conversa que se seguiu é um exemplo marcante de como o Salvador ensinava as pessoas a usarem uma linguagem diferente. Quando ele pediu água, a mulher naturalmente pensou em água do poço. Ela tinha ido ao poço por causa de necessidade física, e não espiritual. O Salvador imediatamente direcionou a conversa para assuntos espirituais. Se ela entendesse a dádiva do Criador e soubesse com quem estava falando, estaria ela buscando água espiritual, e não material. Mas essa mulher não estava usando a mesma linguagem. Ela não estava pensando em coisas espirituais.

O Salvador não alterou o rumo. Podemos ser tentados a encontrar pessoas carnais em seu próprio terreno, mas o Salvador manteve o rumo. Ele não chegaria ao coração dessa mulher através de seu estômago. Ele continuou usando a linguagem da vida espiritual:
 
"Quem beber desta água tornará a ter sede; aquele, porém, que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede; pelo contrário, a água que eu lhe der será nele uma fonte a jorrar para a vida eterna".

A mulher não entendeu. "Senhor, dá-me dessa água para que eu não mais tenha sede, nem precise vir aqui buscá-la". O único tipo de sede que ela conhecia era a física, e a única água que ela tinha bebido na vida inteira vinha de um poço. O Salvador ainda tinha que criar nela um desejo de reconhecer a sua mais profunda necessidade espiritual. O Salvador encontrou sua aproximação recorrendo à vida pessoal dela:
"Vai, chama teu marido e vem cá".

Ela respondeu honestamente: "Não tenho marido". Até esse ponto, a conversa era interessante, mas a mulher ainda estava usando a linguagem deste mundo. As próximas palavras que saíram da boca do Salvador foram o momento decisivo da conversa, e na vida dela:

 "Bem disseste, não tenho marido; porque cinco maridos já tiveste, e esse que agora tens não é teu marido; isto disseste com verdade".

LEMBRANDO: Os 5 (cinco) maridos da mulher eram deuses estranhos que ela adorava. Eram eles:
 
SUCOTE-BENOTE

CUTA
 
AVA

HAMATE

SEFARVAIM

O SEXTO marido era a situação atual em que se encontrava Samaria. Não tinha uma aliança com o Criador. O Salvador agora era o marido e oferecia a mulher uma aliança eterna.

Essa mulher representa muitos seres humanos vivos hoje em dia. Na pressa de cuidar das necessidades básicas de sua existência física, eles passam pelo Salvador sem mesmo entender sua língua. Poucos sabem que ele é o Salvador que conhece as minúcias íntimas de suas vidas, e que oferece A ÁGUA DA VIDA ETERNA. Se você for um desses que estão preocupados com as coisas materiais e a rotina da vida diária pare para ouvir cuidadosamente o homem que conversou com uma mulher samaritana naquele dia, em Sicar.

A Samaritana tinha passado de um falso deus a outro falso deus e estava agora numa relação insatisfatória com um homem que nem era seu sexto, único e último marido. Ela trabalhava, comia e bebia. Ela teria, provavelmente, feita essa mesma monótona viagem ao poço muitas vezes, antes. No momento, ela estava falando com alguém que lhe oferecia VIDA ETERNA, e cujas palavras provavam que ele era capaz de cumprir a promessa. Esse foi um momento crucial em sua vida.

O homem judeu e a mulher samaritana estavam agora falando a mesma língua. Não havia mais preocupação com a água de um velho poço. Agora ela estava tão intrigada com a conversa espiritual com o Salvador que esqueceria o seu próprio cântaro, quando ela se fosse. Porém ela ainda não estava pronta para sair. O Salvador tinha despertado-a, espiritualmente.

O que você faria na situação dela? Começaria imediatamente a fazer as mais importantes perguntas de todas? Buscaria saber como agradar ao Senhor? Ela o fez. Sua pergunta foi diretamente ao ponto: ONDE ELA DEVERIA ADORAR PARA SER ACEITA PELO CRIADOR?

Há bastante história por trás da pergunta dela. Durante séculos os samaritanos tinham defendido suas práticas de adoração em outros lugares, tais como o Monte Gerizim ao qual ela referiu-se em sua pergunta (neste monte). Os judeus, apesar de seus erros em outras coisas, continuavam a defender corretamente a importância de Jerusalém como a cidade designada pelo Criador como o local de adoração.

A resposta do Salvador desafiou a Samaritana a desviar seus olhos do monte e olhar para dentro de sua alma. O Pai, como um ser espiritual, está buscando pessoas que o adorarão em espírito e verdade.

A mais surpreendente revelação ainda estava por vir. Quando a mulher ponderou a resposta anterior do Salvador, ela comentou sobre uma verdade em que ela acreditava:
"Respondeu a mulher: Sei que deve vir o Messias quando, pois, vier, ele nos fará conhecer todas as coisas”.
 
Na resposta do Criador ela ouve a espantosa razão para seu comentário enigmático anterior. Agora, com seus interesses espirituais despertados, ela estava pronta para ouvir o resto da história sobre esse forasteiro judeu:

"Eu o sou, eu que falo contigo". 

Poderia ser? Poderia ela, uma desprezada samaritana, estar falando face a face com o Ungido do Criador?

O Salvador NÃO teve que mandar essa mulher espalhar a notícia. Ele não ofereceu aulas de "técnicas de evangelismo". Ele tinha plantado nela uma semente de verdade eterna, de modo que ela era naturalmente compelida a partilhar as boas novas. O testemunho dessa mulher não foi suficiente para convencer os moradores da cidade, mas quando ouviram as palavras do Filho do Homem, perceberam que tinham encontrado o SALVADOR DO MUNDO.

Leia as Escrituras.