Imprimir

Print Friendly and PDF

QUAL A DATA DE HOJE?

Seja bem-vindo. Hoje é

26 de agosto de 2014

O APÓSTOLO PAULO: DENTRE OS PECADORES EU SOU O PIOR.

O apóstolo Paulo escreve ao amigo Timóteo:

Diga a essa gente que deixe de lado as lendas e as longas listas de nomes de antepassados, pois essas coisas só produzem discussões. Elas não têm nada a ver com o plano do Criador, que é conhecido somente por meio da fé. 

PLANO DA SALVAÇÃO: A Vida Eterna. 

Essa ordem está sendo dada a fim de que amemos uns aos outros com um amor que vem de um coração puro, de uma consciência limpa e de uma fé verdadeira.

Alguns abandonaram essas coisas e se perderam em discussões inúteis.

Eles querem ser mestres da Lei do Altíssimo, mas não entendem nem o que eles mesmos dizem, nem aquilo que falam com tanta certeza.

Sabemos que a lei do Altíssimo é boa, se for usada como se deve. 

“A LEI DO CRIADOR É AMAR O PRÓXIMO

Devemos lembrar, é claro, que as leis são feitas NÃO para as pessoas corretas, mas para os marginais e os criminosos, os ateus e os que praticam o mal e para os que não respeitam o Criador nem a religião. São feitas também para os que matam os seus pais e para outros assassinos. 

A religião que o Criador, o nosso Pai, aceita como pura e imaculada é esta: cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades e não se deixar corromper pelo mundo.

E para os imorais, os homossexuais, os sequestradores, os mentirosos, os que DÃO FALSO TESTEMUNHO e para os que fazem qualquer outra coisa que é contra o verdadeiro ensinamento.

Esse ensinamento se encontra nas Boas Novas que o Criador me encarregou de anunciar, isto é, na boa notícia que vem do Altíssimo bendito e glorioso.

Agradeço ao Salvador, o nosso Messias, que me tem dado forças para cumprir a minha missão. Eu lhe agradeço porque ele achou que eu era merecedor e porque me escolheu para servi-lo.

Ele fez isso apesar de eu ter dito blasfêmias contra ele no passado e de tê-lo perseguido e insultado. Mas o Pai teve misericórdia de mim, pois eu não tinha fé e por isso não sabia o que estava fazendo.

E o nosso Criador derramou a sua imensa graça sobre mim e me deu a fé e o amor que temos por estarmos unidos com Salvador.

O ensinamento verdadeiro e que deve ser crido e aceito de todo o coração é este: O Salvador veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais EU SOU O PIOR.

Mas foi por esse mesmo motivo que o Altíssimo teve misericórdia de mim, para que no Salvador pudesse mostrar toda a sua paciência comigo. E isso ficará como exemplo para todos os que, no futuro, vão crer nele e receber a vida eterna.

Ao Rei eterno, imortal e invisível, o único Paia ele sejam dadas a honra e a glória, para todo o sempre! Assim seja!

Timóteo, meu filho, eu entrego essa ordem a você. Ela está de acordo com as palavras da profecia, ditas há muito tempo a respeito de você. Que essas palavras sejam as suas armas para que você possa combater bem!

Conserve a sua fé e mantenha a sua consciência limpa. Algumas pessoas não têm escutado a sua própria consciência, e isso tem causado a destruição da sua fé.

Entre elas estão Himeneu e Alexandre, que eu já entreguei a Satanás para que aprendessem a não blasfemar mais.

Em primeiro lugar peço que sejam feitos orações, pedidos, súplicas e ações de graças AO CRIADOR em favor de todas as pessoas.

Orem pelos reis e por todos os outros que têm autoridade, para que possamos viver uma vida calma e pacífica, com dedicação AO CRIADOR e respeito aos outros.

Isso é bom, e o Altíssimo, o nosso Salvador, gosta disso.

Ele quer que todos sejam salvos e venham a conhecer a verdade.

Pois existe um só Pai e uma só pessoa que une o Pai com os seres humanosO SER HUMANO O SALVADOR, que deu a sua vida para que todos fiquem livres dos seus pecados. Esta foi a prova, dada no tempo certo, de que o Altíssimo quer que todos sejam salvos.

E eu fui escolhido como apóstolo e mestre dos gentios para anunciar a mensagem da fé e da verdade. Eu não estou mentindo; estou dizendo a verdade.

Quero que EM TODOS OS LUGARES os homens orem, homens dedicados ao Altíssimo; e que, ao orarem, eles levantem as mãos, sem ódio e sem brigas.

Quero também que as mulheres sejam sensatas e usem roupas decentes e simples. Que elas se enfeitem, mas não com penteados complicados, nem com joias de ouro ou de pérolas, nem com roupas caras!

Que se enfeitem com boas ações, como devem fazer as mulheres que dizem que são dedicadas ao Pai

As mulheres devem aprender em silêncio e com toda a humildade.

Não permito que as mulheres ensinem ou tenham autoridade sobre os homens; elas devem ficar em silêncio.

Pois Adão foi criado primeiro, e depois Eva.

E não foi Adão quem foi enganado; a mulher é que foi enganada e desobedeceu à lei do Criador.

Mas a mulher será salva tendo filhos se ela, com pureza, continuar na fé, no amor e na dedicação ao Pai.

Este ensinamento é verdadeiro: se alguém quer muito ser um administrador na sua comunidade, está desejando um trabalho excelente.

O administrador deve ser um homem que ninguém possa culpar de nada. Deve ter somente uma esposa, ser moderado, prudente e simples. Deve estar disposto a HOSPEDAR PESSOAS NA SUA CASA E TER CAPACIDADE PARA ENSINAR.

Não pode ser chegado ao vinho nem briguento, mas deve ser pacífico e calmo. NÃO DEVE AMAR O DINHEIRO.

Deve ser um bom chefe da sua própria família e saber educar os seus filhos de maneira que eles lhe obedeçam com todo o respeito.

Pois, se alguém não sabe governar a sua própria família, como poderá cuidar do povo do Criador? 


Leiam as Escrituras.

23 de agosto de 2014

A OHOLYAO É INVISÍVEL

SE ÉS IGREJA...


SE ÉS IGREJA, ENTÃO...

Tuas obras são conhecidas pelo Altíssimo
Assim como todo o teu trabalho e a tua paciência
Não podes sofrer os maus
Mas pões à prova os perversos e os achas mentirosos

SE ÉS IGREJA, ENTÃO...

Trabalhas sem se cansar pelo nome do Senhor
E vives a tribulação.
Aos olhos do mundo és pobre,
Mas diante do Pai, rico tu és. 

SE ÉS IGREJA, ENTÃO...

Sofres a blasfêmia,
Mas não temes aos da sinagoga de Satanás
Odeias as obras dos que exercem poder sobre o povo (os nicolaitas)
E dos que lançam tropeço diante dos pequeninos.

SE ÉS IGREJA, ENTÃO...

Não toleras a doutrina de Balaão
Ainda que habites onde está o trono de satanás
Reténs o nome do Senhor sem negar a sua fé
E não permites que Jezabel engane a seus irmãos

SE ÉS IGREJA, ENTÃO...

Não almejas conhecer as profundezas de Satanás
Mas reténs o que tens recebido do alto
Aguardando ansiosamente a volta
Daquele que foi morto e reviveu.

SE ÉS IGREJA, ENTÃO...

Tens nome de que vives
Porque de fato estás vivo e não morto
Não ousas contaminar as tuas vestes
E por isso andarás com Ele vestido de branco

SE ÉS IGREJA, ENTÃO... 

À tua frente foi colocada uma porta aberta
A qual ninguém pode fechar
É certo que tens pouca força
Mas guardas a palavra do Santo

SE ÉS IGREJA, ENTÃO...

De maneira alguma negas o seu nome
Do Senhor compras ouro provado no fogo
E roupas brancas para esconderem a tua nudez
Compras também colírio para que possas ver

SE ÉS IGREJA, ENTÃO...

De bom grado aceitas a repreensão
E o castigo daquele que é Amor
És zeloso e te arrependes
Guardando a palavra da sua paciência

SE ÉS IGREJA, ENTÃO...

Certamente o Senhor te guardará da hora da tentação
Tentação que há de vir sobre todo o mundo
Sobre todos os que habitam na terra

SEJAMOS SEMPRE IGREJA...

Para que tenhamos direito a arvore da vida

E possamos entrar na cidade pelas portas.

A graça do Senhor seja com todos.

Áurea Navarro.
 
Leia as Escrituras.

19 de agosto de 2014

RECEBER DINHEIRO OU SER SUPRIDO DE ALIMENTO PARA ANUNCIAR O EVANGELHO?

O DINHEIRO É SEU. FAÇA DELE O QUE QUISER.

E o apóstolo escreve assim aos Coríntios.

Não vos falo na forma de mandamento, mas para provar, pela diligência de outros, a sinceridade do vosso amor; pois conheceis a graça de nosso Salvador, que, sendo rico, se fez pobre por amor de vós, para que, pela sua pobreza, vos tornásseis ricos.

TER O DIREITO A VIDA ETERNA 

E nisto dou minha opinião; pois a vós outros, que, desde o ano passado, principiastes não só a prática, mas também o querer, convém isto.

Completai, agora, a obra começada, para que, assim como revelastes prontidão no querer, assim a leveis a termo, segundo as vossas posses.

Porque, se há boa vontade, será aceita conforme o que o homem tem e não segundo o que ele não tem.

Porque não é para que os outros tenham alívio, e vós, sobrecarga; mas para que haja igualdade, suprindo a vossa abundância, no presente, a falta daqueles, de modo que a abundância daqueles venha a suprir a vossa falta, e, assim, haja igualdade, como está escrito: O que muito colheu não teve demais; e o que pouco, não teve falta.

Mas graças ao Criador, que pôs no coração de Tito a mesma solicitude por amor de vós; porque atendeu ao nosso apelo e, mostrando-se mais cuidadoso, partiu voluntariamente para vós outros.

E, com ele, enviamos o irmão cujo louvor no evangelho está espalhado por todas as reuniões dos salvos.
E não só isto, mas foi também eleito pelos grupos dos salvos para ser nosso companheiro no desempenho desta graça ministrada por nós, para a glória do próprio Criador e para mostrar a nossa boa vontade; evitando, assim, que alguém nos acuse em face desta generosa dádiva administrada por nós; pois o que nos preocupa é procedermos honestamente, não só perante o Pai Celestial, como também diante dos homens.

Com eles, enviamos nosso irmão cujo zelo, em muitas ocasiões e de muitos modos, temos experimentado; agora, porém, se mostra ainda mais zeloso pela muita confiança em vós.

Quanto a Tito, é meu companheiro e cooperador convosco; quanto a nossos irmãos, são mensageiros dos salvos e glória do Messias.

Manifestai, pois, perante os grupos dos salvos, a prova do vosso amor e da nossa exultação a vosso respeito na presença destes homens.

Ora, quanto à assistência a favor dos santos, é desnecessário escrever-vos, porque bem reconheço a vossa presteza, da qual me glorio junto aos macedônios, dizendo que a Acaia está preparada desde o ano passado; e o vosso zelo tem estimulado a muitíssimos.

Contudo, enviei os irmãos, para que o nosso louvor a vosso respeito, neste particular, não se desminta, a fim de que, como venho dizendo, estivésseis preparados, para que, caso alguns macedônios forem comigo e vos encontrem desapercebidos, não fiquemos nós envergonhados (para não dizer, vós) quanto a esta confiança.

Portanto, julguei conveniente recomendar aos irmãos que me precedessem entre vós e preparassem de antemão a vossa dádiva já anunciada, para que esteja pronta como expressão de generosidade e não de avareza.
Será que até o presente momento o apóstolo Paulo não se refere única e exclusivamente para que as pessoas se preparassem para hospedar os enviados por ele? Será que até o presente instante o apóstolo Paulo pediu alguma contribuição financeira para anunciar as Boas Novas? 

PRESTE BEM ATENÇÃO NESTA PASSAGEM A SEGUIR: 

E isto afirmo: Aquele que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia com fartura com abundância também ceifará.

Cada um contribua segundo tiver proposto no coração, não com tristeza ou por necessidade; porque o Criador ama a quem dá com alegria.

O Criador pode fazer-vos abundar em toda graça, a fim de que, tendo sempre, em tudo, ampla suficiência, superabundeis em toda boa obra, como está escrito: Distribuiu, deu aos pobres, a sua justiça permanece para sempre.

Ora, aquele que dá semente ao que semeia e pão para alimento também suprirá e aumentará a vossa sementeira e multiplicará os frutos da vossa justiça, enriquecendo-vos, em tudo, para toda generosidade, a qual faz que, por nosso intermédio, sejam tributadas graças ao Criador. 

Percebam que o apóstolo Paulo não se refere a riquezas desta terra (dinheiro, carro, mansão, luxo e outras porcarias mais). Ele se refere a cada um que recebeu a graça (favor imerecido) possa anunciar o Evangelho, ou seja, quanto mais você anuncia mais pessoas reconhecerão e aprenderão o caminho da Salvação. 

Porque o serviço desta assistência não só supre a necessidade dos santos, mas também redunda em muitas graças ao Altíssimo, visto como, na prova desta ministração, glorificam ao Criador pela obediência da vossa confissão quanto ao evangelho do Salvador e pela liberalidade com que contribuís para eles e para todos, enquanto oram eles a vosso favor, com grande afeto, em virtude da superabundante graça do Altíssimo que há em vós.

Graças ao Criador pelo seu dom que não se pode exprimir por palavras!

E eu mesmo, Paulo, vos rogo, pela mansidão e benignidade do Salvador, eu que, na verdade, quando presente entre vós, sou humilde; mas, quando ausente, ousado para convosco, sim, eu vos rogo que não tenha de ser ousado, quando presente, servindo-me daquela firmeza com que penso devo tratar alguns que nos julgam como se andássemos em disposições de mundano (dado a gozo ou prazeres materiais) proceder. 

O apóstolo Paulo categoricamente afirma que por carta ele é mais ousado em pedir aconchego e mantimentos para os seus enviados de forma antecipada para que os que vão receber os anunciadores do evangelho, não sejam pegos de surpresa e passem vergonha perante aqueles. É assim que acontece com nós na nossa vida diária.

Leia as Escrituras.