Imprimir

Print Friendly and PDF

QUAL A DATA DE HOJE?

Seja bem-vindo. Hoje é

GRATO PELA VISITA

28 de agosto de 2016

A IRA DO CRIADOR E O PECADO DA INIQUIDADE.



O Criador Todo Poderoso, usando a boca do Profeta Isaías, deixou escrito para os dias atuais:


ENTENDA: SOMBRAS DAS COISAS FUTURAS.



Vocês estão pensando que o Criador perdeu a força e não pode nos salvar?


Ou pensam que ele está surdo e não pode nos ouvir?


Pois são os pecados de vocês que os separam do seu Criador, são as suas maldades que fazem com que ele se esconda de vocês e não atenda as suas orações.


Vocês têm as mãos manchadas de sangue e os dedos sujos de crimes; vocês só sabem contar mentiras, e os seus lábios estão sempre dizendo coisas que não prestam.


Não é para procurar a justiça que vão ao tribunal, e ninguém diz a verdade ao juiz.


Todos confiam em mentiras e falsidades; inventam maldades e praticam crimes.


Os seus planos perversos são como os ovos de uma cobra venenosa: quem come os ovos morre, e, se um se quebra, dele sai outra cobra venenosa.


Os seus planos não prestam para nada; parecem teias de aranha; elas não servem para fazer roupa, e ninguém pode se vestir com elas.


Tudo o que vocês fazem é mau, todas as suas ações são criminosas.


Vocês correm para fazer o que é errado e se apressam para matar pessoas inocentes; vocês pensam somente em maltratar os outros e, por onde passam, deixam a destruição e a desgraça.

Não conhecem o caminho da paz, e todas as suas ações são injustas.


Vocês preferem seguir caminhos errados e por isso não têm segurança.


O Criador ainda não nos salvou, pois temos pecado, e por isso ele demora em nos socorrer.


Procuramos a luz, mas só encontramos a escuridão; buscamos lugares claros, mas continuamos nas trevas.


Andamos apalpando as paredes como se fôssemos cegos, como se não tivéssemos olhos; ao meio-dia tropeçamos como se fosse de noite e, em plena flor da idade, parecemos mortos.


Rugimos como ursos assustados, gememos como pombas; esperamos a salvação, porém ela demora; desejamos socorro, mas ele está longe de nós.


Temos pecado muito contra ti, ó Eterno, e os nossos pecados nos acusam.


Não podemos esquecer as nossas maldades; reconhecemos que somos culpados.


Não temos sido fiéis, temos nos revoltado contra ti e nos afastado de ti, o nosso Altíssimo.


Temos falado de crimes e de revoltas e temos feito planos para enganar os outros.


A justiça é posta de lado, e o direito é afastado.


A verdade anda tropeçando no tribunal, e a honestidade não consegue chegar até lá.


A verdade desapareceu, e os que procuram ser honestos são perseguidos.


O Criador se desgostou ao ver que não havia justiça.


Ele ficou espantado quando viu que NÃO havia ninguém que socorresse o seu povo.


Então com a sua própria força ele venceu e, por ser o Criador justo, conseguiu a vitória.


O Criador vestiu a couraça da justiça e pôs na cabeça o capacete da salvação; a vingança lhe serviu de roupa, a sua ira foi a capa que usou.


Ele dará a cada um o castigo que merece.


Na sua ira, castigará os seus inimigos, e povos de países distantes receberão o que merecem.


Todos, desde o Leste até o Oeste, temerão o Criador e o seu poder.


Pois ele virá como uma forte correnteza que é levada por um vento furioso.


O Criador diz: “Eu virei a Sião como Redentor para salvar as pessoas do meu povo que se arrependerem.”


O Criador diz ao seu povo:


— Esta é a aliança que vou fazer com vocês: o meu Espírito, que eu lhes dei, e os meus ensinamentos, que eu lhes entreguei, ficarão com vocês para sempre. Vocês os ensinarão aos seus filhos e aos seus descendentes, agora e para sempre. Eu, o Criador, falei.


Levante-se, Jerusalém!


Que o seu rosto brilhe de alegria, pois já chegou a sua luz!

A glória do Criador está brilhando sobre você.


A terra está coberta de escuridão, os povos vivem nas trevas, mas a luz do Criador está brilhando sobre você; sobre você aparece a glória do Altíssimo.


Atraídos pela sua luz, Jerusalém, os povos do mundo virão; o brilho do seu novo dia fará com que os reis cheguem até você.


Todos eles anunciarão as grandes coisas que o Criador fez.

O Criador fará com que o seu lindo Templo seja mais belo ainda.


Que navios são esses que vêm deslizando como nuvens, como pombas voltando ao pombal?


São navios que vêm de longe; os maiores vêm na frente, trazendo o povo do Criador de volta para o seu país.


Trazem também prata e ouro para oferecer ao Criador, o Altíssimo de Israel, que deu a vocês, o seu povo, muita glória.

O Criador diz a Jerusalém:


“Estrangeiros reconstruirão as suas muralhas, e os reis deles trabalharão para você”.


Eu estava irado e por isso a castiguei, mas eu a amo e tenho compaixão de você.


Os seus portões ficarão sempre abertos, NÃO serão fechados nem de dia nem de noite, para que as nações, guiadas pelos seus reis, tragam as suas riquezas para você.


As nações que não a servirem serão destruídas; elas serão completamente arrasadas.


“Cipreste, pinheiro e zimbro, que são as melhores madeiras do Líbano, serão trazidos para você a fim de tornarem ainda mais belo o meu Templo, o estrado onde descanso os meus pés.



QUEM TIVER PENSANDO EM “TEMPLO DE PEDRA” ESQUEÇA. O nosso Criador está se referindo à reconstrução de Jerusalém. Nós somos verdadeiramente o Templo do Criador.



Nunca mais você será odiada, nunca mais será UMA CIDADE abandonada, sem moradores; eu farei com que você seja bela e  poderosa, com que seja para sempre uma cidade alegre.


Nações e reis estrangeiros cuidarão de você, como a mãe que dá de mamar ao filho.


Então você ficará sabendo que eu, o Criador, sou o seu Salvador, que eu, o Poderoso e Divino de Israel, sou o seu Redentor.


“Em vez de bronze, eu trarei ouro para você, e prata, em vez de ferro; trarei bronze e ferro, em vez de madeira e pedras”.


Farei com que a paz seja o seu rei e com que a justiça a governe.


Nunca mais haverá violência na sua terra; o seu país não será destruído e arrasado novamente; você chamará as suas muralhas de ‘Salvação’ e os seus portões de ‘Louvor a Deus’.


“Nunca mais o sol a iluminará de dia, nem a lua, de noite; pois eu, o  Criador, serei para sempre a sua luz, e a minha glória brilhará sobre você.


Eu serei o seu sol e a sua lua, um sol que nunca se põe uma lua que não para de brilhar.


A minha luz brilhará sobre você para sempre, e os seus dias de luto chegarão ao fim.


O seu povo fará o que é direito e para sempre será dono da Terra Prometida.


Eles são a planta que eu plantei; com as minhas próprias mãos, eu os fiz para que eles mostrem a todos a minha grandeza.


Este punhado de gente será um povo numeroso; esta nação, tão pequena, será a mais poderosa de todas.


“Eu sou o Criador e logo, no tempo certo, farei com que isso aconteça.”



Leia as Escrituras.

20 de agosto de 2016

RAÇA DE VÍBORAS, QUEM VOS ENSINOU A FUGIR DA IRA FUTURA?




O BATISMO DO ARREPENDIMENTO

E, naqueles dias, apareceu João o Batista anunciando no deserto da Judéia, e dizendo: Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus.

Porque este é o anunciado pelo profeta Isaías, que disse: Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Criador, endireitai as suas veredas.

E este João tinha as suas vestes de pelos de camelo, e um cinto de couro em torno de seus lombos; e alimentava-se de gafanhotos e de mel silvestre.

COMENTÁRIO DO SALVADOR SOBRE JOÃO BATISTA: Eu afirmo a vocês que isto é verdade: de todos os homens que já nasceram João Batista é o maior. Porém quem é menor no Reino do Céu é maior do que ele.

Então ia ter com ele Jerusalém, e toda a Judéia, e toda a província adjacente ao Jordão; e eram por ele batizados no rio Jordão, confessando os seus pecados.

E, vendo ele muitos dos fariseus e dos saduceus, que vinham ao seu batismo, dizia-lhes: Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira futura?

Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento; e não presumais de vós mesmos, dizendo: Temos por pai a Abraão; porque eu vos digo que, mesmo destas pedras, o Criador pode suscitar filhos a Abraão.

E também agora está posto o machado à raiz das árvores; toda a árvore, pois, que não produz bom fruto, é cortada e lançada no fogo.
 
E eu, em verdade, vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; cujas alparcas não sou digno de levar; ele vos batizará com o ESPÍRITO SANTO, e com fogo.

Em sua mão TEM A PÁ, e limpará a sua eira, e recolherá no celeiro o seu trigo, e queimará a palha com fogo que nunca se apagará.

É AGORA O MOMENTO DA SEPARAÇÃO: O joio do trigo; os bodes das ovelhas e os que irão para a Vida Eterna dos que irão para a “Morte Eterna”.

Então veio o Messias da Galiléia ter com João, junto do Jordão, para ser batizado por ele.

Mas João opunha-se lhe, dizendo: Eu careço de ser batizado por ti, e vens tu a mim?

O Salvador, porém, respondendo, disse-lhe: Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça. Então ele o permitiu.

E, sendo o Salvador batizado, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito do Criador descendo como pomba e vindo sobre ele.

VALE AQUI A PERGUNTA: Existe nas Escrituras ao menos uma pessoa que foi batizada nas águas pelo Salvador?

E TAMBÉM PODE-SE PERGUNTAR: Se o batismo nas águas era para a remissão dos pecados, então o Salvador tinha pecado?

E eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo.
Então foi conduzido o Salvador pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo.

SOMBRAS DAS COISAS FUTURAS: Adão foi tentado pelo diabo e cedeu, mas o nosso Salvador é obvio não fracassou no seu objetivo.

E, tendo se abstido de comer quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome; e, chegando-se a ele o tentador, disse: Se tu és o Filho do Altíssimo, manda que estas pedras se tornem em pães.

Ele, porém, respondendo, disse: ESTÁ ESCRITO: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca do Criador.

Então o diabo o transportou à cidade santa, e colocou-o sobre o pináculo do templo, e disse-lhe: Se tu és o Filho do Criador, lança-te de aqui abaixo; porque está escrito: Que aos seus anjos dará ordens a teu respeito, e tomar-te-ão nas mãos, Para que nunca tropeces com o teu pé em alguma pedra.

Disse-lhe Jesus: TAMBÉM ESTÁ ESCRITO: Não tentarás o Senhor teu Criador.

Novamente o transportou o diabo a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles.

E disse-lhe: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares.

Então lhe disse o Salvador: Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Altíssimo teu Criador adorarás, e só a ele servirás.

Desde então começou o nosso Salvador a anunciar, e a dizer: 

Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus”.

E o Salvador, andando junto ao mar da Galiléia, viu a dois irmãos, Simão, chamado Pedro, e André, seu irmão, os quais lançavam as redes ao mar, porque eram pescadores; e disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens.

Então eles, deixando logo as redes, seguiram-no.
E, adiantando-se dali, viu outros dois irmãos, Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, num barco com seu pai, Zebedeu, consertando as redes; e chamou-os; eles, deixando imediatamente o barco e seu pai, seguiram-no.

E percorria o Salvador toda a Galiléia, ENSINANDO nas suas sinagogas e anunciando as Boas Novas do reino, e curando todas as enfermidades e moléstias entre o povo.

Foi dessa forma que o nosso Salvador escolheu cada um dos seus 12 (doze) apóstolos e todos foram mortos barbaramente por terem seguido o nosso Salvador e ensinar tudo sobre o Reino dos Céus, inclusive o próprio Messias. Eram eles chamados “Os do Caminho” ou “Os da Seita do Nazareno”.

Leiam as Escrituras.

13 de agosto de 2016

A NATUREZA DIVINA DO NOSSO SALVADOR





E o Salvador falou:

— Eu digo isso para que vocês não abandonem a sua fé.
Vocês serão expulsos das sinagogas, e chegará o tempo em que qualquer um que os matar pensará que está fazendo a vontade do Criador.

Eles vão fazer essas coisas porque não conhecem nem o Pai nem a mim.
Mas eu digo isso para que, quando essas coisas acontecerem, vocês lembrem que eu já os tinha avisado. 

E continuou o Salvador:

— Eu não disse isso antes, porque ainda estava com vocês. 

Porém agora eu vou para junto daquele que me enviou. E nenhum de vocês me pergunta: “Aonde é que o mestre vai? ”

Mas, porque eu disse isso, o coração de vocês ficou cheio de tristeza.
Eu falo a verdade quando digo que é melhor para vocês que eu vá. Pois, se não for, o Auxiliador não virá; mas, se eu for, eu o enviarei a vocês (O Espírito Santo do Criador).

Quando o Auxiliador vier, ele convencerá as pessoas do mundo de que elas têm uma ideia errada a respeito do pecado e do que é   direito e justo e também do julgamento do Criador.

As pessoas do mundo estão erradas a respeito do pecado porque não creem em mim; estão erradas a respeito do que é direito e justo porque eu vou para o Pai, e vocês não vão me ver mais.

E também estão erradas a respeito do julgamento porque aquele que manda neste mundo já está julgado.

— Ainda tenho muitas coisas para lhes dizer, mas vocês não poderiam suportar isso agora.

Porém, quando o Espírito da verdade vier, ele ensinará toda a verdade a vocês. O Espírito não falará por si mesmo, mas dirá tudo o que ouviu e anunciará a vocês as coisas que estão para acontecer.

Ele vai ficar sabendo o que tenho para dizer, e dirá a vocês, e assim ele trará glória para mim. 

Tudo o que o Pai tem é meu. Por isso eu disse que o Espírito vai ficar sabendo o que eu lhe disser e vai anunciar a vocês. 

E disse o Salvador: 

— Daqui a pouco vocês não vão me ver mais; porém, pouco depois, vão me ver novamente.  

Alguns dos seus discípulos comentaram: 

— O que será que ele quer dizer? Ele afirma: “Daqui a pouco vocês não vão me ver mais; porém, pouco depois, vão me ver novamente”. E diz também: “É porque vou para o meu Pai”. 

O que quer dizer “pouco depois”? Não entendemos o que isso quer dizer.

O Salvador, sabendo que eles queriam lhe fazer perguntas, disse:

— Eu afirmei que daqui a pouco vocês não vão me ver mais e que pouco depois vão me ver novamente. Por acaso não é a respeito disso que vocês estão fazendo perguntas uns aos outros?

Pois eu afirmo a vocês que isto é verdade: vocês vão chorar e ficar tristes, mas as pessoas do mundo ficarão alegres. Vocês ficarão tristes, mas essa tristeza virará alegria.

Quando uma mulher está para dar à luz, ela fica triste porque chegou a sua hora de sofrer. Mas, depois que a criança nasce, a mulher fica tão alegre, que nem lembra mais do seu sofrimento.

Assim acontece também com vocês: agora estão tristes, mas eu os verei novamente. Aí vocês ficarão cheios de alegria, e ninguém poderá tirar essa alegria de vocês.

— Quando chegar aquele dia, vocês NÃO me pedirão nada. E eu afirmo a vocês que ISTO É VERDADE: se vocês pedirem ao Pai alguma coisa EM MEU NOME, ele lhes dará.

Até agora vocês não pediram nada em meu nome; peçam e receberão para que a alegria de vocês seja completa.

E o Salvador terminou, dizendo:

— Eu digo essas coisas a vocês por meio de comparações. Mas chegará o tempo em que não falarei mais por meio de comparações, pois falarei claramente a vocês a respeito do Pai.

Naquele dia vocês pedirão coisas em meu nome. E eu digo que não precisarei pedir ao Pai em favor de vocês, pois o próprio Pai os    ama. Ele ama vocês porque vocês, de fato, me amam e creem que vim do Criador.

Eu vim do Pai e entrei no mundo. E agora deixo o mundo e vou para o Pai.
Então os seus discípulos disseram:

— Agora, sim, o mestre está falando claramente e não por meio de comparações.
Sabemos agora que o mestre conhece tudo e não precisa que ninguém lhe faça perguntas. Por isso nós cremos que o mestre veio do Criador.
E o Salvador respondeu: 

— Então agora vocês creem? 

Pois chegou a hora de vocês todos serem espalhados, cada um para a sua casa; e assim vão me deixar sozinho. Mas eu não estou só, pois o Pai está comigo. 

Eu digo isso para que, por estarem unidos comigo, vocês tenham paz. No mundo vocês vão sofrer; mas tenham coragem. Eu venci o mundo.

Depois de dizer essas coisas, o Salvador olhou para o céu e disse: 

— Pai, chegou a hora. Revela a natureza divina do teu Filho a fim de que ele revele a tua natureza gloriosa.

Pois tens dado ao Filho autoridade sobre todos os seres humanos para que ele dê a vida eterna a todos os que lhe deste. 

E A VIDA ETERNA É ESTA: que eles conheçam a ti, que és o único Criador verdadeiro; e conheçam também o Messias, que enviaste ao mundo.

Eu revelei no mundo a tua natureza gloriosa, terminando assim o trabalho que me deste para fazer.

E agora, Pai, dá-me na tua presença a mesma grandeza divina que eu tinha contigo antes de o mundo existir.

— Eu mostrei quem tu és para aqueles que tiraste do mundo e me deste. Eles eram teus, e tu os deste para mim. Eles têm obedecido à tua mensagem e agora sabem que tudo o que me tens dado vem de ti.

Pois eu lhes entreguei a mensagem que tu me deste, e eles a receberam, e ficaram sabendo que é verdade que eu vim de ti, e creram que tu me enviaste.

— Eu peço em favor deles. Não peço em favor do mundo, mas por aqueles que me deste, pois são teus. 

Tudo o que é meu é teu, e tudo o que é teu é meu; e a minha natureza divina se revela por meio daqueles que me deste.

Agora estou indo para perto de ti. Eles continuam no mundo, mas eu não estou mais no mundo. Pai santo, pelo poder do teu nome, o nome que me deste, guarda-os para que sejam um, assim como tu e eu somos um.

Quando estava com eles no mundo, eu os guardava pelo poder do teu nome, o mesmo nome que me deste. Tomei conta deles; e nenhum se perdeu, a não ser aquele que já ia se perder para que se cumprisse o que as Escrituras Sagradas dizem. 

E agora estou indo para perto de ti. Mas digo isso enquanto estou no mundo para que o coração deles fique cheio da minha alegria. 

Eu lhes dei a tua mensagem, mas o mundo ficou com ódio deles porque eles não são do mundo, como eu também não sou. 

Não peço que os tires do mundo, mas que os guardes do Maligno.

Assim como eu não sou do mundo, eles também não são.

Que eles sejam teus por meio da verdade; a tua mensagem é a verdade.

Assim como tu me enviaste ao mundo, eu também os enviei. 

Em favor deles eu me entrego completamente a ti. Faço isso para que, de fato, eles também sejam completamente teus.

Não peço somente por eles, mas também em favor das pessoas que vão crer em mim por meio da mensagem deles. 

E peço que todos sejam um. E assim como tu, meu Pai, estás unido comigo, e eu estou unido contigo, que todos os que crerem também estejam unidos a nós para que o mundo creia que tu me enviaste.

A natureza divina que tu me deste eu reparti com eles a fim de que possam ser um, assim como tu e eu somos um.

Eu estou unido com eles, e tu estás unido comigo, para que eles sejam completamente unidos, a fim de que o mundo saiba que me enviaste e que amas os meus seguidores como também me amas.

— Pai, quero que, onde eu estiver, aqueles que me deste estejam comigo a fim de que vejam a minha natureza divina, que tu me deste; pois me amaste antes da criação do mundo.

Pai Justo, o mundo não te conhece, mas eu te conheço; e aqueles que me deste sabem que tu me enviaste.

Eu fiz com que eles te conheçam e continuarei a fazer isso para que o amor que tens por mim esteja neles e para que eu também esteja unido com eles.

Vamos ler as Escrituras.