Imprimir

Print Friendly and PDF

QUAL A DATA DE HOJE?

Seja bem-vindo. Hoje é

GRATO PELA VISITA

15 de fevereiro de 2017

AJAMOS COM BRANDURA, MAS CORRIJAMOS!















DEVERES DOS SERVOS DO CRIADOR

A igreja do Senhor é composta de pessoas chamadas para deixar o pecado e sair definitivamente do império das trevas.

LEMBRANDO que não se trata de algo físico, mas espiritual, ou seja, o nosso Salvador como único pastor e nós, os membros, o único rebanho.
Ainda tenho outras ovelhas que não são deste aprisco, as quais devo da mesma maneira trazer; elas ouvirão minha voz, e haverá um só rebanho e um só pastor. João10:16

(Colossenses 1:13) - Ele nos libertou do poder da escuridão e nos trouxe em segurança para o Reino do seu Filho amado.

O desejo de todo discípulo deve ser de manter a santificação – a separação da iniquidade – para imitar e honrar o Mestre que o resgatou. As pessoas que fazem parte dos salvos do Criador foram chamadas “para ser santos”.

(1 Coríntios 1:2) - Eu, Paulo, que fui chamado pela vontade do Criador para ser apóstolo do Messias, escrevo, junto com o irmão Sóstenes, esta carta aos salvos do Criador que está na cidade de Corinto. Escrevo a todos os que, pela sua união com o Messias, foram chamados para pertencerem ao povo do Criador. Esta carta é também para aqueles que em todos os lugares adoram o nosso Salvador, Mestre deles e nosso.

O Senhor que nos chamou disse: 


(1 Pedro 1:16) - Porque as Escrituras Sagradas dizem: “Sejam santos porque eu sou santo.”

Embora a santificação e perfeição sejam nossos alvos, ainda erramos. O Criador faz tudo para nos ajudar nas batalhas contra a tentação.

(Romanos 8:31-39) - Diante de tudo isso, o que mais podemos dizer? Se o Criador está do nosso lado, quem poderá nos vencer? Ninguém! Porque ele nem mesmo deixou de entregar o próprio Filho, mas o ofereceu por todos nós! Se ele nos deu o seu Filho, será que não nos dará também todas as coisas? Quem acusará aqueles que o Criador escolheu? Ninguém! Porque o próprio Criador declara que eles não são culpados. Será que alguém poderá condená-los? Ninguém! Pois foi o Messias quem morreu, ou melhor, quem foi ressuscitado e está à direita do Pai. E ele pede ao Criador em favor de nós. Então quem pode nos separar do amor do Messias? Serão os sofrimentos, as dificuldades, a perseguição, a fome, a pobreza, o perigo ou a morte? Como dizem as Escrituras Sagradas:
“Por causa de ti estamos em perigo de morte o dia inteiro; somos tratados como ovelhas que vão para o matadouro.”
Em todas essas situações temos a vitória completa por meio daquele que nos amou. Pois eu tenho a certeza de que nada pode nos separar do amor do Criador: nem a morte, nem a vida; nem os anjos, nem outras autoridades ou poderes celestiais ; nem o presente, nem o futuro; nem o mundo lá de cima, nem o mundo lá de baixo. Em todo o Universo não há nada que possa nos separar do amor do Criador, que é nosso por meio do Messias, o nosso Salvador.

E sempre oferece uma saída das ciladas do Adversário (Satanás).

(1 Coríntios 10:13) - As tentações que vocês têm de enfrentar são as mesmas que os outros enfrentam; mas o Criador cumpre a sua promessa e não deixará que vocês sofram tentações que vocês não têm forças para suportar. Quando uma tentação vier, o Criador dará forças a vocês para suportá-la, e assim vocês poderão sair dela.

Mesmo assim, falhamos. O apóstolo João escreveu aos seguidores do Messias quando disse:

(1 João 1:8) - Se dizemos que não temos pecados, estamos nos enganando, e não há verdade em nós.

Sabemos que não somos perfeitos. Eu faço coisas que não devo e deixo de fazer coisas que devo. Sei que os meus irmãos, também, erram. Reconhecendo esses fatos tristes, entendemos que há pecado no mundo.

Ao invés de nos conformar à realidade lamentável de pecado na comunidade dos salvos, devemos buscar e seguir as instruções das Escrituras para purificá-la.

 (Hebreus 12:14)   “Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor”

Uma reunião dos salvos que respeita a vontade do Criador não pode se entregar à impureza. Deve agir agressivamente para ser pura e livre do pecado. Como? O que os servos do Criador devem fazer?

Um rebanho não está totalmente limpo se tiver uma ovelha suja. Se eu tiver pecado na minha vida, a comunidade da qual faço parte será manchada. O primeiro passo no caminho à pureza da comunidade é corrigir os pecados nas nossas próprias vidas. É muito mais fácil criticar os outros do que limpar a nossa própria casa. Quantas vezes ficamos olhando pela janela para ver as falhas dos outros quando precisamos olhar no espelho e enxergar os nossos erros? O Messias perguntou:
(Mateus 7:3- 5) - Por que é que você vê o cisco que está no olho do seu irmão e não repara na trave de madeira que está no seu próprio olho? Como é que você pode dizer ao seu irmão: “Me deixe tirar esse cisco do seu olho”, quando você está com uma trave no seu próprio olho? Hipócrita! Tire primeiro a trave que está no seu olho e então poderá ver bem para tirar o cisco que está no olho do seu irmão.

Devemos levar a santificação a sério, começando com os nossos próprios corações, e com as atitudes e o procedimento do nosso dia-a-dia. Cobrar a pureza dos outros enquanto vivemos deliberadamente no pecado é seguir a hipocrisia dos fariseus.

(Mateus 23:3-4) - Por isso vocês devem obedecer e seguir tudo o que eles dizem. Porém não imitem as suas ações, pois eles não fazem o que ensinam. Amarram fardos pesados e os põem nas costas dos outros, mas eles mesmos não os ajudam, nem ao menos com um dedo, a carregar esses fardos.

(Mateus 25-28) - “Tirem dele o dinheiro e deem ao que tem mil moedas”.

(1 Coríntios 11:1) - Sigam o meu exemplo como eu sigo o exemplo do Messias.

Quando sabemos de pecado na vida de um irmão, devemos agir. Os espirituais devem corrigi-lo com brandura.

(Gálatas 6:1) - Meus irmãos, se alguém for apanhado em alguma falta, vocês que são espirituais devem ajudar essa pessoa a se corrigir. Mas façam isso com humildade e tenham cuidado para que vocês não sejam tentados também.

Também sofremos com as fraquezas humanas, e devemos ser compreensivos na abordagem do pecador. Mas a nossa compreensão não justifica o pecado, e não deve se tornar tolerância ou aprovação. Ajamos com brandura, mas corrijamos!

Leia as Escrituras.


8 de fevereiro de 2017

O NOSSO SALVADOR NA VISÃO DO PROCESSO RELIGIOSO














ASSIM FALOU O EVANGELISTA JOÃO SOBRE O SALVADOR:



Então o nosso Salvador falou e disse:

— Eu afirmo a vocês que isto é verdade:
 

Se vocês não comerem a carne do Filho do Homem e não beberem o seu sangue, vocês não terão vida.
 

Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia. 

Pois a minha carne é a comida verdadeira, e o meu sangue é a bebida verdadeira. 

Quem come a minha carne e bebe o meu sangue vive em mim, e eu vivo nele. 

ENTENDA:


Se você tivesse participado da primeira ceia e alguém perguntasse onde estava o Salvador, o que responderia? Que ele tinha se transformado em pão e vinho? Não, você apontaria para o Homem ao seu lado. No entanto naquela noite ele também afirmou, apontando para o pão e o vinho sobre a mesa: "isto é o meu corpo" e "isto é o meu sangue". Obviamente você teria entendido que ele falava em linguagem figurada.



O Pai, que tem a vida, foi quem me enviou, e por causa dele eu tenho a vida. Assim, também, quem se alimenta de mim terá vida por minha causa. 

Este é o pão que desceu do céu. NÃO é como o pão que os antepassados de vocês comeram e mesmo assim morreram. Quem come deste pão viverá para sempre.

O Salvador disse isso quando estava ensinando na sinagoga de Cafarnaum.

Muitos seguidores do Messias ouviram isso e reclamaram:

— O que ele ensina é muito difícil! Quem pode aceitar esses ensinamentos?


Não disseram nada ao Messias, mas ele sabia que eles estavam resmungando contra ele. Por isso perguntou:

— Vocês querem me abandonar por causa disso?


E o que aconteceria se vocês vissem o Filho do Homem subir para onde estava antes? 

O Espírito do Criador é quem dá a vida, mas o ser humano não pode fazer isso. As palavras que eu lhes disse SÃO ESPÍRITO E VIDA, mas mesmo assim alguns de vocês não creem.

O Salvador disse isso porque já sabia desde o começo quem eram os que não iam crer nele e sabia também quem ia traí-lo.



DEVEMOS ENTENDER que a traição de Judas já estava anunciada e foi o próprio Salvador quem o escolheu para o ocorrido. Podia ter sido qualquer um dos outros.



O Salvador continuou:

— Foi por esse motivo que eu disse a vocês que só pode vir a mim a pessoa que for trazida pelo Pai.



Por causa disso muitos seguidores do Messias o abandonaram e não o acompanhavam mais. 

Então ele perguntou aos doze discípulos:

— Será que vocês também querem ir embora?

Simão Pedro respondeu:

— Quem é que nós vamos seguir? O senhor tem as palavras que dão vida eterna!


E nós cremos e sabemos que o senhor é o Santo que o Criador enviou. 

O Salvador disse:

— Fui eu que escolhi todos vocês, os doze. No entanto um de vocês é um diabo!


Ele estava falando de Judas, filho de Simão Iscariotes. Pois Judas, embora fosse um dos doze discípulos, ia trair Jesus.


Depois disso o Messias percorreu a Galileia, mantendo-se deliberadamente longe da Judeia, porque ali os JUDEUS procuravam tirar-lhe a vida. 

OBSERVE: Ainda hoje são muitos os que querem ser judeu sem serem.  E está escrito e é verdadeiro:



Apocalipse 3:9 - Escutem! Quanto àquela gente que pertence a Satanás, aqueles mentirosos que afirmam que são judeus, mas não são, eu farei com que eles venham e caiam de joelhos diante de vocês. E todos eles saberão que eu amo vocês.

Apocalipse 2:9 - Eu sei o que vocês estão sofrendo. Sei que são pobres, mas, de fato, são ricos. Sei como aqueles que afirmam que são judeus, mas não são, falam mal de vocês. Eles são um grupo que pertence a Satanás.



Mas, ao se aproximar a festa judaica das cabanas, os irmãos de Jesus lhe disseram:

“Você deve sair daqui e ir para a Judeia, para que os seus discípulos possam ver as obras que você faz.

Ninguém que deseja ser reconhecido publicamente age em segredo. Visto que você está fazendo estas coisas, mostre-se ao mundo”.

Pois nem os seus irmãos criam nele.


Então o Salvador lhes disse: “Para mim ainda não chegou o tempo certo; para vocês qualquer tempo é certo. O mundo não pode odiá-los, mas a mim odeia porque dou testemunho de que o que ele faz é mau. Vão vocês à festa; eu ainda não subirei a esta festa, porque para mim ainda não chegou o tempo apropriado”. 

Tendo dito isso, permaneceu na Galileia.

Contudo, depois que os seus irmãos subiram para a festa, ele também subiu, não abertamente, mas em segredo.



SABEMOS QUE O NOSSO SALVADOR PODE TUDO, mas até ele próprio deixou para o nosso entendimento, “hoje”, o quanto o sistema religioso é perigoso.



Na festa os judeus o estavam esperando e perguntavam: “Onde está aquele homem? ”

Entre a multidão havia muitos boatos a respeito dele. Alguns diziam: “É um bom homem”.

Outros respondiam: “Não, ele está enganando o povo”. 

Mas ninguém falava dele em público, por medo dos judeus.

Quando a festa estava na metade, o Salvador subiu ao templo e começou a ensinar.


Os judeus ficaram admirados e perguntaram:



“Como foi que este homem adquiriu tanta instrução, sem ter estudado?”



O Salvador respondeu:

 “O meu ensino não é de mim mesmo. Vem daquele que me enviou.



Se alguém decidir fazer a vontade do Criador, descobrirá se o meu ensino vem do Criador ou se falo por mim mesmo.


Aquele que fala por si mesmo busca a sua própria glória, mas aquele que busca a glória de quem o enviou, este é verdadeiro; não há nada de falso a   seu respeito. 

Moisés não deu a Lei a vocês? No entanto, nenhum de vocês lhe obedece. Por que vocês procuram matar-me? ”

“Você está endemoninhado”, respondeu a multidão. “Quem está procurando matá-lo?

O Salvador lhes disse: “Fiz um milagre, e vocês todos estão admirados.


No entanto, porque Moisés deu a vocês a circuncisão (embora, na verdade, ela não tenha vindo de Moisés, mas dos patriarcas), vocês circuncidam no sábado. 

Ora, se um menino pode ser circuncidado no sábado para que a Lei de Moisés não seja quebrada, por que vocês ficam cheios de ira contra mim por ter curado completamente um homem no sábado? 

Não julguem apenas pela aparência, mas façam julgamentos justos”.



Leia as escrituras.

27 de janeiro de 2017

NEGLIGENCIAR E MALTRATAR O POVO DE DEUS E FICAR CONTRA ELE











AOS PASTORES E PROFETAS ATUAIS

Anunciadores do Evangelho qualificados e dedicados merecem o respeito e apoio dos servos por eles guiados.
O apóstolo Paulo disse:

 “Devem ser considerados merecedores de dobradas assistências os anciões que presidem bem, com especialidade os que se afadigam na palavra e no ensino”.

O autor de Hebreus nos ensina:

Obedecei aos vossos condutores e sede submissos para com eles; pois velam por vossa alma, como quem deve prestar contas, para que façam isto com alegria e não gemendo; porque isto não aproveita a vós outros”.

Homens fiéis que amam o Criador e aceitam a responsabilidade de ajudar seus irmãos chegarem ao céu devem ser tratados com respeito e apreço.

Infelizmente, alguns “líderes religiosos de hoje” não são dignos de honra. Alguns que se dizem conhecedores da palavra do Criador não são fiéis no seu ensinamento.

Jeremias profetizou (Para que seja cumprido H O J E): 

O Criador falou aos líderes em Judá, dizendo que eram culpados de negligenciar e maltratar o rebanho dele. Preste atenção nos verbos que ele usa para descrever a conduta destes líderes: destruir, dispersar, afugentar e não cuidar. Líderes devem juntar, alimentar, cuidar, guiar e proteger, mas os líderes de Israel faziam tudo ao contrário!

Outra coisa que o Criador fala do rebanho: Ele o descreve como “o meu povo”, “as ovelhas do meu pasto” e “as minhas ovelhas”. A linguagem dele mostra o problema raiz do comportamento errado dos líderes. Eles não amavam o povo como o Criador o amava! Para eles, SER LÍDER era uma posição de destaque, honra e privilégio. Para o Criador, ser líder é uma posição de responsabilidade, sacrifício e amor.

Hoje, ainda há muitos que olham para o cargo de líder como uma posição de honra a ser cobiçada. Buscam o destaque e desejam a honra diante dos homens. Ao invés de agir humildemente como condutores do rebanho, apresentam-se em todo lugar com o “título” de PASTOR. Em outras palavras, “Amam o primeiro lugar nos banquetes e as primeiras cadeiras nas sinagogas, as saudações nas praças e o serem chamados mestres pelos homens”. Tais PASTORES não qualificados não cuidam do rebanho como devem.

Em contraste total com os PASTORES INFIÉIS, o Criador apresenta o Renovo de Davi, conhecido posteriormente como o Bom Pastor. As qualidades do Messias, identificam um líder totalmente diferente daqueles corruptos em Judá. Este descendente de Davi, O SALVADOR, é um Rei justo e sábio, que executa a justiça. Enquanto os nomes dos infiéis cairiam em podridão, o nome deste Pastor é o mais exaltado de todos: Será este o seu nome, com que será chamado: “Mestre, Justiça Nossa”. O Bom Pastor seria a manifestação perfeita da justiça do Criador, e é identificado claramente no Evangelho.

O Bom Pastor e seus servos fiéis alimentam e cuidam do rebanho, dando-lhe uma habitação segura. Este Bom Pastor não é ladrão, salteador ou mercenário. Ele é o Filho sobre a casa, que dá esperança aos seus servos perseverantes. Ele é o inverso dos falsos pastores dos dias atuais.

Jeremias sentiu o efeito da palavra do Criador e ficou doente por causa da maldade do povo. Ele viu o povo sofrendo o castigo merecido por ser adúltero e rebelde. Mas esta maldade não era apenas das multidões irreligiosas que não se importavam com as coisas do Criador. Os líderes espirituais praticavam e incentivavam a iniquidade! “Pois estão contaminados, tanto o profeta como o sacerdote; até na minha casa achei a sua maldade, diz o Criador”. Aqueles que tinham o dever de mostrar o caminho da luz iam tropeçar e cair no escuro.

Estes líderes apoiavam e até incentivavam práticas erradas. E continua até os dias de hoje, lamentavelmente.

Hoje, muitas pessoas que se dizem pastores e evangelistas fazem a mesma coisa. Anunciando um evangelho diluído e atualizado para atrair pessoas carnais, continuam adulterando a palavra do Criador para manter a lealdade delas. A palavra do Criador não deve ser alterada e atualizada pelo homem, porque já é PERFEITA e ETERNA. Cabe a nós aceitá-la como servos humildes do Criador.

Jeremias enfrentou um outro problema que ainda perturba as pessoas que buscam o Criador hoje. Falsos profetas usavam seus próprios sonhos como se fossem revelações divinas, enganando as pessoas ingênuas. O Criador disse:

“Tenho ouvido o que dizem aqueles profetas, proclamando mentiras em meu nome, dizendo: Sonhei, sonhei. Até quando sucederá isso no coração dos profetas que proclamam mentiras, que proclamam só o engano do próprio coração? Eles cuidam em fazer que o meu povo se esqueça do meu nome pelos seus sonhos que cada um conta ao seu companheiro. Portanto, sou contra esses profetas, diz o Criador, que furtam as minhas palavras, que pregam a sua própria palavra e afirmam: ELE DISSE! Eis que eu sou contra os que profetizam sonhos mentirosos, diz o Criador, e os contam, e com as suas mentiras e leviandades fazem errar o meu povo; pois eu não os enviei, nem lhes dei ordem, e também proveito nenhum trouxeram a este povo, diz o Criador”.

NÃO E A MESMA COISA QUE ACONTECE HOJE?
Supostos profetas preferem falar o que vem do próprio coração, alegando ter sonhos e revelações do Criador, e não ensinam a verdade eterna que o Criador revelou para todos na Escritura. E muitos servos dão mais importância às revelações particulares DO QUE À MENSAGEM DAS ESCRITURAS.


 “A palavra do Criador, porém, permanece eternamente”.


Leia e analise.